“Tudo vale a pena se a alma não é pequena” dizia Fernando Pessoa. Adoro essa frase e acredito que ela se aplica para muitas coisas em nossas vidas. E por que não usar essa analogia para intercâmbio de férias? Quando temos apenas 4 semanas disponíveis, temos que fazer funcionar, não é mesmo? Mas para que se possa aproveitar o máximo, é importante entender o que esse tempo pode te proporcionar e ajustar as suas expectativas.

Uma das desvantagens do intercâmbio de férias é a limitação de tempo. Para quem tem inglês básico a evolução da língua pode não parecer tão significativa. O estudante irá sim aprender, porém é bem difícil mudar de nível em tão pouco tempo. Pessoas que já tem um certo conhecimento da língua irão aproveitar mais e sentir uma diferença mais palpável.

Outro fator é o lado emocional, a ansiedade em aprender rápido e aproveitar todas as novidades, visitar todos aqueles lugares da listinha pode acabar fazendo com que alguns se travem. Portanto é importante ajustar as expectativas, e usar o tempo a seu favor. Além disso, o leque de opções oferecidos para cursos de férias pode ser outro fator negativo, já que alguns programas têm tempo mínimo maior do que 4 semanas.

E por último, quando você começar a se sentir mais em casa, se acostumar com a comida a cultura, já será hora de ir embora.

Mas fazer o intercâmbio nas férias tem muitas vantagens também! A primeira delas é que você faz um intercâmbio sem perder o seu trabalho, ou sem perder um semestre na faculdade. Você viaja, curte, aprende e não passa tanto tempo longe da família e dos amigos, não perde aniversário, casamentos e festas.

Você exercita sua independência, se desenvolve como pessoa, faz amigos do mundo inteiro, conhece lugares incríveis e leva para casa a experiência de ter feito um intercâmbio que vai com certeza te ajudar a expandir seus horizontes. Essa aventura irá também contribuir na sua capacidade de adaptação, de lidar com o diferente, solucionar problemas, enfrentar barreiras culturais e quebrar preconceitos. Tudo isso são habilidades importantíssimas e que podem contar muito na hora de disputar uma vaga de trabalho, um intercâmbio te deixa um passo à frente

Com relação ao aprendizado da língua em si, vale a pena aproveitar cada momento para destravar a língua, conversar mesmo, colocar em prática as palavras novas que aprender. A convivência com os nativos, que são bem amigáveis, deixam as pessoas à vontade para se familiarizarem com a fonética, e algumas palavras passarão a fluir com naturalidade.

Quatro semanas podem parecer pouco se contar o tempo na sala de aula, mas um intercâmbio é um mega intensivo e tem-se que considerar as 24 horas do dia em que você estará absorvendo tudo a sua volta. Sem contar que se compararmos o número de horas aulas em um intercâmbio que varia de 80 a 100 horas aulas no mês, isso seria equivalente a quase um ano de curso no Brasil em um curso de 2 horas semanais.

Não importa quando serão as suas férias, você sempre encontrará o que fazer. A Nova Zelândia e a Austrália são países surpreendentes e você poderá explorar as belezas naturais, as praias paradisíacas e viver aventuras radicais. Não tenha dúvidas de que você irá encontrar algo para o seu perfil.

Justamente porque o seu tempo é curto, vale a pena viajar para conhecer o diferente, experimentar o que nem todos têm a oportunidade, vivenciar culturas e ainda aproveitar do ensino de alta qualidade combinando sempre aprendizado e lazer. Pensando assim, quatro semanas pode até não proporcionar a fluência desejada na língua, mas com certeza é suficiente para muito mais que isso.

Deseja saber sobre onde você pode ficar durante o intercâmbio? Leia o texto abaixo 🙂

Acomodação no Intercâmbio

Deseja fazer um intercâmbio de férias? Entre em contato conosco agora mesmo!