Do outro lado do mundo está a Nova Zelândia, um país, que é ao mesmo tempo, tão pequeno e tão à frente do mundo em assuntos importantes dos mais diversos. Estamos, claro,  sempre buscando entender o porquê desse pioneirismo neozelandês.  Logo de cara vem à mente as questões  populacionais e territoriais, um país pequeno e pouco populoso é mais fácil de administrar. Mas será que é só isso mesmo?

Vamos aos fatos;

Imagina que a Nova Zelândia foi o primeiro país do mundo que deu direito de voto a uma mulher. Isso foi em 1893, enquanto no Brasil isso veio a acontecer apenas em 1932.

 

O casamento gay foi legalizado em 2013, e foi outra grande questão em que a NZ saiu na frente, sendo o 13° país a dar esse passo.

Desde 1977 o aborto é legalizado, o que oferece as mulheres todo o suporte necessário e também a opção de manter ou não a gravidez com segurança e sem medo.

Em 2020 em um dos referendos que aconteceram junto com as eleições a população acabou decidindo pela legalização da eutanásia, uma conquista que oferece às famílias de pessoas em estado terminal a possibilidade de desligar os aparelhos e fazer a passagem com dignidade.

O mais recente sucesso do país foi ainda em 2020 a Nova Zelândia foi o primeiro país a erradicar o coronavírus e enquanto o mundo vive entrando e saindo de lockdowns os neozelandês tem vida normal, indo trabalhar, saindo de férias, indo a festas e aglomerações sem nenhuma preocupação.

Para que isso fosse possível o país fechou completamente suas fronteiras o que prejudicou a indústria do turismo e educação assim como outros setores da economia. A prioridade do governo sempre foi a saúde, o bem estar e a vida de toda a sua  população. Os neozelandeses seguem apoiando incondicionalmente todas as decisões do governo referente ao combate do vírus.

As fronteiras continuam fechadas e a primeira-ministra anunciou a compra de vacinas suficientes para toda a população e também para países( ilhas) vizinhos. Ah e a vacinação só será iniciada quando for realmente seguro.

Outra questão que vem sendo trabalhada é a eliminação da diferença salarial entre homens e mulheres. O gap vem se fechando e grandes empresas assim como os setores do governo estão atentos e puxando a fila para que em breve homens e mulheres no mesmo cargo recebam por mérito sem sexismo. Se executam a mesma função, que tenham o mesmo salário.

Acredito que seja pouco provável que todas essas conquistas sociais do país sejam por mérito apenas de suas questões populacionais e territoriais, afinal de contas, essas são conquistas sociais e em grande parte mérito de sua sociedade . 

Entender que o que não me afeta ou não é de meu interesse é também minha responsabilidade visto que afeta o meu vizinho ou um familiar é fundamental, ao final somos uma unidade e de uma forma ou de outra as coisas estão sim interligadas. Desta forma faço sempre o melhor que posso, tomo decisões diárias que são benéficas para o todos e respeito às decisões tomadas mesmo que individualmente eu não acredite que  seja correto. Somos um coletivo!

É um espetáculo ver que a questão principal e base de todas essas mudanças é o respeito. Pessoas que buscam entender a situação do outro e que praticam realmente a empatia. A grande conquista dos neozelandeses é a consciência de que pequenos atos podem sim mudar a realidade.

 

Olá
Podemos te ajudar!