Vivendo na terra  dos “kiwis” por quase 10 anos posso dizer que esta pergunta foi respondida de variadas formas dependendo do estágio em que me encontrava durante minha jornada.

Mas, uma coisa que sempre, sempre e sempre me faz sentir diferente é o quanto o calor humano do Brasileiro é presente.

Ele está em pequenos gestos como o sorriso das pessoas que estão levando os cachorros para passear no parque, ao abraço quando conhecemos alguém novo e até mesmo nas demonstrações de carinho em público de maneira afetuosa que vemos diariamente no Brasil.

Isso foi unanimante o que mais me marcou durante todos estes anos.

Os “kiwis” são super educados, muito atenciosos e receptivos, sempre perguntando como vai você, como está sendo seu dia e na maioria das vezes até param e te olham enquanto você responde.

Mas é isso, para ali, nada de te convidar para um churrasco no sábado, para jogar futebol na quarta e nem mesmo para comer um pedaço de bolo no final da tarde.

Isso pode até parecer ok, mas eu vejo isso acontecer e acontecer de novo, não importa a quantos anos você está na Nova Zelândia.

As pessoas são bem reservadas, elas estão acostumadas a manter tudo muito contido, dentro da família ou mesma roda de amigos.

Não tenho como colocar isso de uma maneira muito fácil, pois a verdade, pelo menos a verdade que vivi nestes quase 10 anos é de que você poderá contar nos dedos os “kiwis”  que são tão calorosos quanto nossos conterrâneos.

Então se eu pudesse mudar algo na NZ, seria com certeza isso, um pouquinho mais de calor humano e aconchego, uma sensação um pouco mais familiar.

Pois como sabemos o seres humanos são feitos para se conectar, isso é comprovado cientificamente. Se você gostou do assunto saiba mais aqui.

Sendo assim esta seria a parte que consider que o Brasil poderia influenciar a Nova Zelândia de uma maneira bem positiva.

Pois independente da nacionalidade de pessoas que conheço ou convido fora do Brasil sempre ouço elogios do quantos somos “welcoming”, bem receptivos, amigáveis.

E é verdade, claro que existem exceções, mas na maioria dos casos e das vezes sinto realmente que os brasileiros sabem como tratar o outro bem, e para ser sincera se este outro é um estrangeiro ainda mais, não é mesmo?

Me lembro de várias ocasiões observar que quando um estrangeiro vinha trabalhar ou visitar algum local de trabalho no Brasil, ou família eram tratados praticamente como uma celebridade.

Por isso fico feliz em reportar que mesmo após quase 10 anos fora me orgulho muito de dizer que sou brasileira com um sorriso enorme no rosto.

Olá
Podemos te ajudar!