Toda vez que decidimos fazer um intercâmbio em um país diferente sempre nos deparamos com milhares de dúvidas, entre elas o clima da cidade onde iremos ficar, o custo de vida, a alimentação e, é claro, o transporte público. Em Auckland não é diferente.

Quando eu cheguei em Auckland, minha primeira estadia foi em uma homestay um pouco longe da minha escola – então meu contato com o transporte público foi logo cedo. Minha primeira impressão?

Positiva! Até porque eu vinha de uma cidade caótica (sou de São Paulo, capital), em que infelizmente o transporte público não consegue comportar a população. Na minha opinião, há ainda muitas melhorias que precisam ser feitas em relação ao transporte público de Auckland, mas, se comparado com São Paulo, o transporte aqui ainda se sobressai.

Tipos de transporte

Basicamente há três tipos de meios de locomoção pública em Auckland: ônibus, trem e ferry (uma espécie de barco) – cada um oferece vantagens e desvantagens, o qual vai variar de acordo com a necessidade e, especialmente o lugar que o passageiro precisar ir. Em relação aos preços, o transporte em Auckland é cobrado por zona, isto é, quanto mais longe você precisar ir, mais caro será a passagem.

Outro detalhe importante é que, pela cobrança ser feita por zona, você precisará encostar o cartão (Hop Card) duas vezes – a primeira vez quando entrar no ônibus, trem ou ferry e, a segunda, quando sair.

Vantagens e desvantagens de cada meio de transporte

Ônibus:  praticamente disponível em todas as áreas de Auckland, a grande vantagem de usar ônibus é que, dependendo da região, o tempo de espera entre um ônibus e outro é pequeno, principalmente nas horas de pico.

Além disso, algumas regiões contam com uma faixa exclusiva para os ônibus ou até mesmo um corredor o que ajuda muito a evitar o trânsito que pode ser bem ruim nas horas de rush.

A grande desvantagem é que nem todas as ruas possuem essa linha ou corredor, o que faz com que muitas vezes, por conta do trânsito, a pontualidade dos ônibus seja afetada. Outra desvantagem é que em áreas mais afastadas, o intervalo de um ônibus e outro pode chegar até de uma hora.

Trem: a grande vantagem desse transporte é que não há a ocorrência de trânsito, como acontece com os ônibus, nesse caso é muito mais fácil de se planejar e há menores chances de chegar atrasado(a) em algum compromisso.

Por outro lado, devido a manutenção e problemas técnicos, a frequência de cancelamento de trens é mais comum do que deveria ser. Outro ponto negativo é que nem todas as áreas de Auckland são interligadas pelo trem e, a consequência é que muitos passageiros só tem o ônibus como única opção de transporte público.

Ferry (‘barco’): assim como trem, é muito mais fácil de se planejar, já que não há problemas com trânsito, além de ser um transporte razoavelmente mais rápido e contar com uma vista maravilhosa! A desvantagem do ferry é que esse transporte é limitado a apenas algumas áreas.

O serviço também não é oferecido com muita frequência, de modo que os horários de saída e chegada são bem espaçados.

Formas de pagamento e preços

Há duas formas de pagamento para usar o transporte público: dinheiro ou o cartão Hop Card. Como dentro dos ônibus não há a função de cobrador, o valor da tarifa tem uma grande diferença entre o pagamento com dinheiro e cartão, justamente para estimular as pessoas a adquirirem o cartão e agilizar o processo.

Veja abaixo a diferença da tarifa entre o pagamento que for feito com dinheiro e o pagamento feito com o cartão (Hop Card).

Diferença da tarifa entre o pagamento em dinheiro e o pagamento com o cartão Imagem: https://at.govt.nz

Outro ponto a destacar é que os motoristas geralmente não aceitam notas com valores muito altos (20NZD, 50 NZD), já que eles não tem uma grande quantia para troco.

Em relação aos locais para carregar o cartão, há basicamente três opções: as estações (trem ou ônibus ou os terminais), as lojas de conveniências e o site do transporte de Auckland.  Nos terminais, há tanto a possibilidade de carregar o cartão através de um atendente ou usando as máquinas, que são super práticas e geralmente não tem filas.

Em algumas estações de trem e ônibus há apenas a possibilidade de carregar o cartão através das máquinas.

Para colocar dinheiro no Hop Card pelo site, você primeiro precisa fazer um cadastro e, depois, realizar o pagamento com um cartão que aceite fazer compras online.

Lembrando que o dinheiro colocado no cartão pelo website pode demorar até 72h para ser creditado no Hop Card e esse crédito será ativado quando você encostar o cartão na maquininha ao entrar no ônibus (tag on).

Máquinas de venda de passagens. Imagem: Melanie Earley/ https://www.stuff.co.nz

Passes mensais

Para aqueles que tem um gasto grande por semana com transporte, há a possibilidade de adquirir o passe mensal. Há vários tipos de passes mensais que vão variar de acordo com o transporte. O mais comum é aquele que dá direito ao uso de viagens de ônibus e trem.

Com ele, você pode usar tanto ônibus quanto trem ilimitado durante o período de um mês.

O custo do passe mensal de ônibus e trem é de NZD 215 por mês, isto é, se você gasta mais de 53,75 NZD por semana com ônibus e trem significa que adquirir o passe mensal é mais vantajoso que carregar o cartão por semana.

Desconto de estudante

Assim como no Brasil, em Auckland também há a possibilidade de adquirir um desconto de estudante (tertiary student concession). Mas, para isso, há alguns critérios que o estudante precisa ter para ser concebido esse desconto.

Os requerimentos são: o aluno precisa estar matriculado em um curso de no mínimo 16 semanas e que seja considerado full time (20h por semana).

Se você atende os critérios acima, o primeiro passo é adquirir a sua carteirinha de estudante na escola. Essa carteirinha precisa conter um selinho como o da foto abaixo.

Fonte da imagem: https://at.govt.nz

O segundo passo é adquirir o Hop Card, fazer o registro do cartão online e solicitar o desconto online (para isso, você precisa entrar na sua conta, clicar em ‘My AT HOP cards’ e selecionar o cartão que você quer ativar o desconto de estudante.

Após isso, basta selecionar aplicar desconto, confirmar se seus dados estão corretos e clicar em enviar).

Por fim, o terceiro passo é ir no terminal, que fica no Britomart (centro de Auckland) e ativar, juntamente com um dos atendentes, o desconto do cartão de estudante. Lembrando que para fazer esse processo, você precisa levar a sua carteirinha de estudante, o seu cartão Hop Card e o passaporte.

A partir desses três passos, você passará a ter o acesso ao desconto de estudante, que não chega a ser 50% da passagem como é em SP, mas já pode ajudar a economizar uns bons dólares.

Informações extras

Alguns pontos de ônibus na cidade de Auckland possuem uma cobertura e dentro dessa cobertura você pode encontrar informações valiosas, como o mapa e o trajeto de todos os ônibus que passam naquela parada, como também os horários aproximados.

Além disso, em alguns pontos de ônibus você também tem acesso a um letreiro digital que tem as informações do número e nome dos ônibus que passam no ponto, bem como o horário. Geralmente, o letreiro também apontará quantos minutos faltam para o ônibus chegar naquela parada.

E, se o símbolo asterisco aparecer no letreiro significa que o ônibus já está praticamente chegando no ponto de ônibus indicado.

Nos pontos que possuem a cobertura, você pode ter acesso ao mapa da região que está, bem como os horários os ônibus. (Imagem: arquivo pessoal)

Outra informação que vale a pena ficar atento(a) é no número de cada parada. Na cidade de Auckland, toda parada de ônibus contém um número.

É a partir dele que você pode se certificar que está no ponto de ônibus certo, principalmente se você estiver usando um aplicativo para te ajudar a identificar qual é o melhor trajeto.

Letreiro eletrônico presente em alguns pontos de ônibus em Auckland (Imagem: Arquivo pessoal)

Em relação a aplicativos e sites, eu uso muito o journey planner que funciona como se fosse o Google Maps e nele você pode identificar qual ônibus, trem ou ferry pegar e até verificar o letreiro eletrônico para saber em tempo real quando o ônibus chegará no ponto de ônibus que você deseja.

 

Jessica Sumie Sumida mora em Auckland e cuida do Suporte aos nossos alunos em nosso escritório no centro da cidade.
Olá
Podemos te ajudar!